domingo, 8 de abril de 2012


LESÃO  CELULAR:

REVERSÍVEL, IRREVERSÍVEL(ESTÍMULO PERSISTENTE) OU  MORTE CELULAR.
Lesão e morte celular
Ocorre quando a célula foi submetida a um estresse tão severo que não são mais capazes de se adaptar
.Lesão celular reversível: alterações morfológicas e funcionais que são reversíveis quando o estímulo nocivo for retirado. Características: redução da fosforilação oxidativa, redução na quantidadede ATP e edema celular.
Lesão irreversível e morte celular: promove alterações estruturais e funcionais.

CAUSAS DAS LESÕES CELULARES
Hipóxia:deficiência de oxigênio (insuficiência cardiorrespiratória, anemia, etc.)difere da isquemia.
Agentes físicos: trauma mecânico, temperaturas extremas, mudanças de pressão atmosférica, radiação e choque elétrico.
Agentes químicos e drogas: soluções hipertônicas, oxigênio, venenos, poluentes, álcool e narcótico, medicamentos.
Existem 2 padrões principais de morte celular:-
Necrose ocorre após estresse anormal, como isquemia e lesão química, sendo sempre patológica;
-Apoptose:a célula morre devido à ativação de um programa de‘suicídio’controlado internamente.
Necrose e Apoptose
Necrose:quando os danos são severos, as enzimas lisossômicas entram no citoplasma e digerem a célula e os componentes celulares vazam.
Apoptose: dissolução nuclear sem perda total da integridade das membranas. Alguns tipos de estímulos podem induzir tanto apoptose quanto necrose, dependendo da intensidade e duração do estímulo, da rapidez do processo de morte celular e da alterações bioquímicas induzidas nas células danificadas.
Mecanismos de lesões celulares

A resposta celular a estímulos nocivos depende do tipo da lesão, sua duração e sua gravidade.
As conseqüências da lesão celular dependem do tipo, estado e grau de adaptação da célula danificada.
 A lesão celular resulta de anormalidades funcionais e bioquímicas em um ou mais componentes celulares essenciais.

DIMINUIÇÃO DO ATP



DANO  MITOCONDRIAL

Danos às mitocondrias promovem, além de perda de energia, a apoptose por liberação de fatores sinalizantes.

As mitocôndrias podem ser danificadas pelo aumento de Ca++ no citosol, pelo estresse oxidativo, pela degradação dos fosfolipídios e pelos produtos de degradação dos lipídios derivados dessas reações (A Geceramida).













O aumento do cálcio citosólico ativa várias enzimas que prejudicam o funcionamento da célula - fosfolipases, proteases, endonucleases, trifosfatases de adenosina, além de ativação de capases e aumento da permeabilidade mitocondrial
PERDA DA HOMEOSTASIA DO CÁLCIO



ACÚMULO DE RADICAIS LIVRES
Os radicais livres causam peroxidação lipídica das membranas, ligação cruzadas das proteínas e fragmentação do DNA.

Espécies reativas de oxigênio: produto indesejável da respiração mitocondrialradicais livres(danificam lipídios, proteínas e ácidos nucléicos).
Estresse oxidativo: desequilíbrio entre sistemas de geração e eliminação de radicais livres.
Mecanismos de remoção de radicais livres:antioxidantes (vitaminas), ferro e cobre, enzimas (catalase, superóxido dêsmutas e eglutationa peroxidase)

DEFEITOS NA PERMEABILIDADE DA MEMBRANA
Defeitos da permeabiliade da membrana resultam em perda do equilíbrio osmótico e influxo de fluidos e íons, além do extravasamento de conteúdo de organelas membranosas, tais como lisossomos.
Perda da permeabilidade seletiva da membrana leva a um dano evidente da membrana, sendo característica de lesão celular.
Pode afetar a mitocôndria, membrana plasmática e outras membranas celulares.
Consequências:
-Perda do equilíbrio osmótico (influxo de fluídos e íons);-Perda de proteínas, enzimas, coenzimas e á  cidos  nucléicos.
-Lesão na membrana dos lisossomos: RNAses, DNAses, proteases, fosfatases, glicosidases, etc.
Quando a célula realmente morre?
Danos ao DNA e às proteínas comumente acarretam em apoptose.

Incapacidade de reverter a disfunção mitocondrial;
Desenvolvimento de alterações profundas na função da membrana
Independente de quais sejam os mecanismos de lesão à membrana, o resultado final é um extravasamento maciço de materiais intracelulares e um grande influxo de cálcio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário